Fala Guarulhos

Confrontos na fronteira de Gaza com Israel deixa feridos no aniversário da ‘Catástrofe’

Por: , 15 de maio de 2019 às 14:02 | Em
  • G1
  • Internacional
  • Notícias
  • Soldados israelenses tentam apagar fogo perto da fronteira com Gaza — Foto: Amir Cohen/Reuters Tropas israelenses feriram quase 50 palestinos na fronteira de Gaza nesta quarta-feira (15) durante protestos que […]

    Soldados israelenses tentam apagar fogo perto da fronteira com Gaza — Foto: Amir Cohen/ReutersSoldados israelenses tentam apagar fogo perto da fronteira com Gaza — Foto: Amir Cohen/Reuters

    Soldados israelenses tentam apagar fogo perto da fronteira com Gaza — Foto: Amir Cohen/Reuters

    Tropas israelenses feriram quase 50 palestinos na fronteira de Gaza nesta quarta-feira (15) durante protestos que marcaram o 71º aniversário da “Nakba” ou catástrofe. A expressão é utilizada pelos palestinos para fazer referência ao início do deslocamento de centenas de milhares de palestinos após a criação do Estado de Israel.

    Cerca de 10 mil manifestantes, segundo o exército israelense, reuniram-se na divisa do enclave litorâneo com Israel, cenário de recentes conflitos.

    Testemunhas disseram à Reuters que grupos se aproximaram da cerca da fronteira, fincando bandeiras palestinas e atirando pedras contra soldados israelenses do lado oposto, apesar dos esforços de seguranças com coletes laranja para manter os manifestantes longe da barreira.

    Tropas israelenses dispararam, afirmam testemunhas

    Tropas israelenses dispararam gás lacrimogêneo e balas de borracha para repeli-los, mas também recorreram à munição real, disseram as testemunhas.

    O Ministério da Saúde de Gaza disse que ao menos 47 pessoas ficaram feridas, mas não ficou claro quantas destas foram atingidas por munição real e quantas foram vítimas de gás lacrimogêneo e balas de borracha.

    “Os arruaceiros estão incendiando pneus e atirando pedras. Vários artefatos explosivos foram lançados de dentro da Faixa de Gaza, também, e foram feitas várias tentativas de romper a cerca de segurança. As tropas estão reagindo com meios de dispersão de tumulto”, afirma o comunicado do exército israelense.

    G1