falaguarulhos@gmail.com +55 11 94511-9053
11/08/2016 - Por: Abraão Chavier
Neymar, enfim, falou. E também jogou. A principal estrela da seleção brasileira fez uma boa partida na goleada por 4 a 0 sobre a Dinamarca, apesar de não ter marcado gol, e deixou a Arena Fonte Nova aplaudido pela calorosa torcida já na madrugada desta quinta-feira. Neymar apareceu na zona mista do estádio mancando bastante, com dores no tornozelo. Mas admitiu que o que mais lhe doeu foram as críticas recebidas nesta semana, com direito a comparações com a estrela da equipe feminina, Marta.

De cara fechada, Neymar disse ao site de VEJA que não se abalou com a semana conturbada. “Estou acostumado com as críticas, isso acontece na minha vida faz um bom tempo, mas eu não ligo. Não podemos nos contaminar pelas coisas de fora que às vezes são um pouco maldosas. Agradeço à minha família, as pessoas que estão do meu lado. São por essas pessoas que a gente corre e dá a vida”.

Em seguida, em conversa com as emissoras de TV, Neymar admitiu mágoa. “Chateado eu fico, sim. Principalmente quando as críticas não são construtivas, e sim maldosas. Ficamos realmente chateados, mas sei que faz parte. Peço que nos apoiem. Se for para criticar, que seja de forma construtiva.”

Neymar não entrou em conflito ao ser perguntado sobre os cantos de “Marta é melhor que Neymar”, ouvidos nas partidas da seleção feminina e muito explorados nas redes sociais. “A Marta é uma grande futebolista, a melhor do mundo. Tenho orgulho de ela ser brasileira e de nos representar aqui e lá fora. Ouvi muitas graças quanto a isso, mas fico feliz de ser comparado com a Marta, a melhor do mundo”, disse, enfim, abrindo um sorriso.

Neymar ainda citou a campeã olímpica no judô Rafaela Silva para reforçar que atletas de elite devem estar preparados para cobranças e até ofensas. “Algumas coisas vão além da crítica. Coisas como as que aconteceram com a lutadora de judô, Rafaela Silva, que perdeu, ouviu que era uma vergonha para o Brasil e agora está saindo como heroína. Os atletas vão do céu ao inferno, então devem manter a calma e recorrer aos familiares, pois são eles que nos confortam nos momentos tristes.”

Fonte:
http://veja.abril.com.br/
Imagens:
Neymar durante o jogo contra a Dinamarca, nos Jogos Olímpicos Rio 2016 (Lucas Figueiredo/Mowa Press)

Deixe uma resposta

Sobre nós

O Fala Guarulhos é um portal de notícias e informação de propriedade da ABC - Agência Brasileira de Comunicação.

CNPJ: 04.911.248/0001-65

Últimas Notícias

Contatos

E-mail da redação: falaguarulhos@gmail.com

Redator: xavisbrasil21@gmail.com

Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, s/n - Bairro dos Pimentas - Guarulhos / SP